A vida sexual do homem de acordo com a idade

A vida sexual do homem de acordo com a idade
5 (100%) 1 vote

A partir de qual idade o homem percebe que a vida sexual está com impotência?

O envelhecimento muitas vezes não é muito cruel para a vida sexual masculina. Ninguém nos informa exatamente o que esperar com o processo. Ao invés de abordá-los proativamente, muitas vezes nos sentamos e observamos as mudanças à medida que se desenrolam. Embora a disfunção erétil não seja inevitável, com cada década passada as estatísticas começam a trabalhar contra você. Aos 40 anos, quase 50% dos homens começam a sofrer disfunção erétil. Este número aumenta em 10% com cada década que vai passando.

O que mais comum na vida sexual masculina ao longo dos anos

Os números são semelhantes para a ejaculação precoce – o transtorno sexual masculino mais comum. Com o envelhecimento muitas vezes vem menos atividade sexual, e com menos atividade sexual muitas vezes vem a atrofia desuso. Os músculos pélvicos, que apoiam e controlam o pênis, tornam-se mais fracos. O próprio pénis realmente diminui em tamanho ao longo do tempo. Ganho de peso e aumento da gordura corporal com a idade agrava ainda mais o problema.

Então, o que você pode esperar da sua função sexual à medida que envelhece? Aqui está uma pequena analise por década do que pode acontecer com a vida sexual do homem

Por quantos minutos o sexo deve durar?

Impotência aos 18-30 anos

Seu apetite sexual é prodigioso e o sexo muitas vezes ocupa os hormônios frontais de sua mente. Isso requer muito pouca estimulação para conseguir uma ereção. Você consegue ereções mesmo quando não quer. Você acorda no meio da noite e da manhã ostentando uma ereção rígida. Quando você atinge o clímax, o orgasmo é intenso e você é capaz de ejacular um impressionante volume de sêmen com força com uma trajetória semelhante ao uma flecha. Mesmo com esse poder sexual, muitas vezes há um calcanhar de Aquiles. O problema sexual masculina número um – ejaculação precoce – representa uma porcentagem muito grande de homens jovens.

Impotência aos 30-40 anos

As coisas começam a mudar tão lentamente, talvez até tão gradualmente que você mal percebe. Seu desejo sexual continua vigoroso, mas não é tão obsessivo como antes. Você ainda obtém ereções de qualidade, mas elas podem não ocorrer de forma espontânea. Você pode exigir alguma estimulação por toque para desenvolver rigidez total. Enquanto você ainda acorda no meio da noite com uma ereção e experimenta “madeira da manhã”, isso não ocorre tão freqüentemente quando você estava com seus 20 anos. O tempo que leva para conseguir outra ereção após a ejaculação aumenta.

Impotência aos 40-50 anos

Após os 40 anos, as mudanças se tornam mais óbvias. Você ainda está interessado em sexo, mas não com a paixão que teve duas décadas antes. Você geralmente pode obter uma ereção de boa qualidade, mas agora muitas vezes requer estimulação por toque. As ereções que desafiam a gravidade não têm o ângulo que costumavam fazer. Às vezes você pode perder a ereção antes que o ato sexual seja completado. Você percebe que os orgasmos perderam alguns dos seus chutes e a ejaculação tornou-se um pouco mais fraca do que a anterior. Obter uma segunda ereção após o clímax é muitas vezes difícil.

Impotência aos 50-60 anos

A função sexual é visivelmente diminuída. As ereções noturnas e matinais tornam-se poucas e distantes. A frequência de relações sexuais diminui enquanto a frequência de perda prematura da ereção antes do ato sexual é aumentada. Seus orgasmos são definitivamente diferentes com menos intensidade do seu clímax, e às vezes, parece que nada aconteceu – mais “foguete” do que “fogos de artifício”. A ejaculação se tornou visivelmente diferente – o volume de sêmen é diminuído e você pergunta por que você esta ejaculando tão pouco? Na ejaculação, o sêmen parece driblar com menos força e trajetória. O sexo não é mais um esporte, mas uma atividade recreativa, às vezes apenas reservada para fins de semana.

Impotência aos 60-70 anos

Esta não é uma boa década para a vida sexual masculina. Seu nível de testosterona despencou ao longo das décadas, provavelmente respondendo pelo seu desejo diminuído. Ereções ainda são obtidas, mas muitas vezes exigem uma boa quantidade de coaxial e coerção. Eles são menos confiáveis, e às vezes seu pênis sofre com transtorno de déficit de atenção, incapaz de completar a tarefa em questão. As ereções espontâneas, a noite e as ereções matinais tornam-se raras ocorrências. O clímax é, bem, as ejaculações tão climáticas e explosivas são uma questão de história.

Impotência aos 70-80 anos

Você ainda pode ter algum desejo sexual remanescente deixado em você, mas está longe do fogo em sua virilha que você teve quando era um homem mais novo. A qualidade de suas ereções caiu notavelmente. Às vezes, o melhor que você pode fazer é obter uma ereção parcialmente inflado que não pode penetrar, apesar de empurrar, empurrar e manipular de qualquer maneira. As ereções espontâneas estão todas desaparecidas.

Impotência aos 80-90 anos

Embora você, como octogenário, ainda possa ter relações sexuais, a maioria de seus irmãos não pode; no entanto, eles continuam a gostar de que pelo menos eles ainda tenham seus pênis para usar como espigões, permitindo que eles aguardem para urinar! Se você é capaz de fazer sexo em seu aniversário e aniversário, você está fazendo muito melhor do que a maioria.

Impotência aos 90-100 anos

Para citar o comediante George Burns: “Sexo aos 90 anos é como tentar atirar com uma corda”. Você está grato por estar vivo e no grande esquema das coisas, o sexo está baixo na lista de prioridades. Você pode viver de forma indireta através de agradáveis ​​lembranças de seus dias de glória que estão alojados no fundo da sua mente, enquanto a sua memória se mantém! Então, quando e se você tiver uma ereção, você nunca quer perder!

Vida sexual de acordo com a idade

COMO MANTER O BOM DESEMPENHO ERÉTIL AO LONGO DO TEMPO

O que você pode fazer para ajudar a manter suas ereções à medida que envelhece? A boa notícia é que existem alternativas naturais e o exercício desempenha um papel crítico.

Por que exercemos nossos corpos? A resposta é simples, para ajudar a manter nossos músculos e reverter as condições que surgem com o envelhecimento. O mesmo é verdade para o sistema muscular pélvico que ajuda a controlar a função erétil. Mantenha os músculos pélvicos em forma e você pode manter ereções mais saudáveis ​​e duradouras ao longo do tempo. Se você é jovem e saudável, você pode tornar suas ereções ainda mais difíceis.

sem resposta

  1. Rogério cezar 03/11/2017

Deixe seu Comentário