Camisinha feminina

Camisinha feminina
4.9 (98.57%) 28 votes

Para muitos homens e mulheres a ideia de apostar na camisinha feminina é ainda um tabu. Existem muitos caras que se sentem incomodados com a ideia e existem mulheres que não ficam muito confortáveis em serem elas as responsáveis pela proteção durante o ato sexual.

Seja como for, o fato é que muitos desses temores se relacionam basicamente com a ignorância das pessoas a respeito do tema, o que é surpreendente e motivo de preocupação, já que o produto está no mercado há muitos e muitos anos e tem a mesma eficácia que a camisinha masculina: 98%!

Saiba Mais Sobre: Tipos de camisinha

Sendo assim, que tal entender mais sobre a camisinha feminina, as suas vantagens, como fazem para colocá-la e como ela funciona, para tê-la como uma alternativa de contracepção funcional? Se você se interessou então vem conferir, porque o texto de hoje é justamente sobre isso!

Quando a camisinha feminina foi inventada?

A camisinha feminina foi inventada na década de 1990 pelo médico dinamarquês Lasse Hershel. A ideia é que o produto servisse como uma alternativa ao preservativo masculino, que era alvo de queixa por parte dos homens e de reclamações das mulheres, que sentiam que não tinham total autonomia sobre a própria proteção se dependessem dos homens para contar com o uso desse tipo de barreira.

Saiba Mais Sobre: Benefícios do sexo

Como colocá-la?

A colocação do preservativo feminino é bem simples, e pode ser um momento de ligação entre você e a sua parceira, inclusive. Tudo começa com a verificação da integridade do preservativo em questão, que deve estar intacto ao ser retirado da embalagem.

Depois é necessário dobrar o anel externo para baixo, para em seguida dobrar o menor (que vai ficar dentro da mulher). A partir dessa segunda dibra deve-se introduzir o preservativo com o dedo indicador e polegar na vagina.

O dedo indicador vai servir justamente para empurrar o preservativo o mais fundo possível. As mulheres costumam fazer o mesmo procedimento quando usam absorventes internos!

Quando você tiver gozado é hora de retirar a camisinha feminina. Isso deve ser feito com cuidado, e deve-se puxar o preservativo a partir do anel externo, que ficará justamente para fora da vagina, encaixado na vulva. Feita a retirada é só verificar a integridade e depois descartar!

Tudo sobre a Dapoxetina

Vantagens

São muitas as vantagens que o preservativo feminino oferece, quando comparado ao masculino! A seguir vamos apontar os principais, para você poder conhecer mais desse interessante produto:

  • Ela pode ser colocada antes mesmo do ato sexual começar! Ela é eficiente inclusive se for posta até oito horas antes da penetração acontecer;
  • É uma forma de fazer sexo durante o período menstrual feminino, sem ter contato direto com o sangue, o que não é possível mesmo com a camisinha masculina;
  • Não é necessário retira-la logo que o homem gozar;
  • Ela cobre uma área maior do que a camisinha masculina, então doenças sexualmente transmissíveis que passam pelo contato como a herpes e as verrugas genitais são mais facilmente retiradas;

Desvantagens

Apesar de ter muitas vantagens a camisinha feminina também apresenta alguns contras. Para que você tenha noção dos principais os apontamos logo abaixo, então dê uma conferida:

  • O material do qual ela é feita (polietileno) não é tão aderente quanto o da camisinha masculina, então não fica colado a parte interna da vagina. Com isso pode haver barulho durante a penetração;
  • Não é fácil encontrá-la em todas as farmácias, supermercados e postos de saúde;

Como você pode perceber a camisinha feminina é sim um tipo de contracepção que pode ser interessante tanto para você quanto para a sua parceira! Vale a pena conhecer e ver se vocês curtem a experiência proporcionada!

Confira aqui mais artigos como esse

Deixe seu Comentário