Entenda o que é e como tratar a impotência psicológica

Entenda o que é e como tratar a impotência psicológica
5 (100%) 22 votes

A impotência psicológica pode acometer homens de diferentes idades, e muitas vezes é ignorada e escondida por vergonha do paciente. Mas esse é um problema que merece a devida atenção e pode ser devidamente tratado.

É importante que o homem entenda que qualquer tipo de impotência pode ser tratado, e na maioria das vezes a solução acontece de forma simples. Para isso, no entanto, é preciso abandonar a vergonha e o preconceito, e partir em busca de ajuda profissional.

Vasectomia causa impotência sexual? Saiba aqui

O primeiro passo para qualquer tratamento é entender e identificar o problema. Por isso, se você não sabe o que é impotência psicológica continue lendo esse artigo e tire todas as suas dúvidas a respeito desse problema, que é mais comum do eu você imagina.

impotência psicológica

Saiba o que é exatamente a impotência psicológica, e descubra as possibilidades de tratamento para esse problema

Qualquer dificuldade em alcançar uma ereção, ou mantê-la por tempo suficiente para o ato sexual e que se repita em mais de 50% das vezes pode ser considerada uma impotência sexual.

Esse problema pode ter origem física ou psicológica, sendo essa segunda a mais comum atualmente. Diferente do que a maioria das pessoas pensa, os mais atingidos por esse tipo de disfunção são jovens em início de atividade sexual.

Mitos sobre impotência sexual (disfunção erétil)

Isso acontece porque esses meninos se sentem pressionados e criam muitas expectativas com relação ao ato sexual. Dessa forma, esse momento que deveria ser de prazer se torna tenso, levando a falta de ereção.

Outros fatores que podem ter relação com a impotência psicológica são:

  • Baixa autoestima:

Homens que não se sentem bem com o próprio corpo podem ter dificuldades em manter uma relação sexual, e isso também é muito comum na adolescência, quando os rapazes estão em desenvolvimento e se comparam demais com os colegas.

  • Insegurança e timidez:

Dois fatores que comprometem a vida sexual em diversos aspectos são a insegurança e a timidez demasiada. Quem passa por isso pode sofrer uma impotência psicológica.

  • Ansiedade;

A ansiedade para que a relação aconteça, as expectativas de que tudo dê certo, a cobrança por um desempenho excelente…tudo isso pode comprometer seriamente a ereção, e fazer com que o homem sofra de impotência psicológica.

Como é possível solucionar esse problema?

Para que esse quadro seja diagnosticado é necessário ir a um médico e se consultar com o especialista. Somente ele poderá identificar o problema para orientá-lo devidamente.

Caso a impotência psicológica seja diagnosticada, o médico poderá então te encaminhar para sessões com um terapeuta. Nesse caso, O especialista deverá buscar elementos que justifiquem a impotência, e ajude você a solucionar isso.

Saiba mais sobre o spray com tadalafila para impotência sexual

Pode ser que o médico combine o uso de algum medicamento via oral também, mas isso Poe variar de quadro para quadro. O importante, no entanto, é você saber que somente relatando o problema é que ele poderá ser solucionado.

impotência psicológica

Os tratamentos para conter a impotência psicológica costumam ser bem simples, e os resultados são satisfatórios. A ideia é sempre descobrir o que está desencadeando essa situação, e então você e o seu psicólogo trabalharão juntos para resolver essas questões.

Não deixe que a disfunção erétil comprometa a sua saúde e o seu bem-estar. Busque ajuda médica e faça o tratamento conforme indicado.

Apesar de um número exorbitante de homens sofrer desse mesmo problema, um percentual considerado ainda pequeno realmente parte para o apelo médico em busca de soluções.

Para não viver nessa frustração, você deve ser honesto com o seu médico respondendo a todas as questões sobre “desde quando isso está acontecendo” e demais perguntas que poderão ser feitas para diagnosticar e então tratar a impotência psicológica.

Confira aqui mais artigos como esse

Deixe seu Comentário