Problemas sexuais recorrentes

Problemas sexuais recorrentes
5 (100%) 1 vote

Problemas sexuais recorrentes são uma grande preocupação para milhões de homens. Disfunções sexuais quando deixam de ser comuns causam grande desespero para os homens que são acometidos por elas.

Muitas vezes uma disfunção sexual é reflexo de outro problema já existente. Por isso a importância dos homens vencerem os tabus e a vergonha e buscarem o acompanhamento médico.

Somente com a orientação adequada o homem conseguirá identificar os problemas sexuais recorrentes e compreender o que é necessário para evitá-los e voltar a apresentar o desempenho sexual adequado.

Problemas sexuais recorrentes

Os principais problemas sexuais recorrentes

Os problemas sexuais recorrentes possuem características bem parecidas. Por isso caso surjam dúvidas procure o auxílio do seu médico. Confira os principais mais comuns:

Ejaculação precoce: uma disfunção que pode ser definida como a dificuldade que o homem apresenta para manter a sua ereção. Ele pode se caracterizar pela ereção momentos antes ou depois da penetração.

Essa disfunção prejudica a concretização do ato sexual, além de abalar o homem e a sua parceira de forma emocional. O tratamento é uma combinação de acompanhamento médico, psicológico e exercícios.

Os perigos do viagra

Ejaculação atrasada: quando ocorre ao contrário da ejaculação precoce e o homem possui extrema dificuldade em atingir a ejaculação. Tornando a relação muito longa o que às vezes pode diminuir o prazer sexual.

Assim como a ejaculação precoce, a atrasada também possui raízes emocionais que devem ser observadas para o seu tratamento, que por sua vez pode incluir medicamentos e exercícios.

Disfunção erétil: esta disfunção é a combinação de diversos fatores que podem ser físicos, emocionais, envolver doenças crônicas ou vasculares. Drogas e medicamentos também contribuem para esse quadro.

Este problema é caraterizado pela dificuldade ou incapacidade de manter a ereção. Dentre todos os tipos de problemas sexuais recorrentes masculinos é o que possui o tratamento mais fácil.

Falta de desejo: alterações hormonais e problemas emocionais contribuem para a diminuição da libido masculina. Outros fatores que podem colaborar para a diminuição do desejo são o uso de drogas ou medicamentos e a presença de doenças crônicas.

Falta de orgasmo: muitas vezes confundida com a ejaculação atrasada a falta de orgasmo possui aspectos diferentes.  Para entender é necessário explicar que orgasmo é uma sensação e a ejaculação é a liberação de esperma.

Disfunção erétil tem tratamento?

Saiba que é possível que um homem tenha ejaculação sem apresentar ereção; ereção sem que necessariamente ocorra a ejaculação e ejaculação sem que tenha nenhuma sensação de orgasmo.

Quando o homem não sente o orgasmo diversos fatores podem estar envolvidos. Desde questões biológicas até questões emocionais. Dentre os principais se destacam problemas na próstata, hipotireoidismo, problemas neurológicos, entre outras doenças.

Problemas sexuais recorrentes

Ejaculação asténica: conhecida popularmente como ejaculação babante é uma condição comum a paraplégicos ou paraparésicos. Seu principal sintoma é a ausência ou diminuição das contrações que liberam o esperma. O que torna a ejaculação sem força.

Anejaculação: quando o homem não ejacula, porém mesmo assim consegue alcançar a sensação de orgasmo. Suas principais causas são psicológicas, como por exemplo, o receio de uma gravidez.

Doença de Peyronie: acomete principalmente homens com idade superior a 50 anos. Se caracteriza pelo excesso de curvatura peniana o que dificulta a realização do ato sexual e a ereção.

Tribulus terrestris

Dispaurenia: comum a ambos os sexos, a dispaurenia é a dor que pode surgir durante o ato sexual. Pode ser ocasionada por fatores físicos, infecções ou problemas psicológicos.

Quanto aos fatores físicos os mais comuns são a fimose, língua presa (quando o frênulo do pênis é excessivamente pequeno) e a doença de Peyrone. Quanto as infecções as mias comuns são a prostatite, uretrite, epididimite e fungos. Em relação ao psicológico, a causa mais comum é a ansiedade.

São diversos os problemas sexuais recorrentes, agora que você já sabe identifica-los é bem mais fácil procura ajudar pra que você consiga controlar estas disfunções e voltar a ter um bom desempenho sexual.

Confira aqui mais artigos como esse

Deixe seu Comentário